login:     senha:  

Esqueceu sua senha? Clique aqui.

Ainda não tem cadastro? 

Ex-alunos Destaques

Gustavo Klug (agosto/2010)

Nasceu aos 07 de dezembro de 1983, na cidade de São Paulo-SP e viveu os seus 20 anos de vida na Rua Amorim Castro nº 200, bairro do Butantã, na Capital, onde sempre foi estimado e respeitado pelos vizinhos e amigos.

Filho de Valter Klug, Escrivão de Polícia do DENARC, e de Maria Lucia, professora hoje aposentada do Município de São Paulo, onde lecionou para centenas de alunos, que ainda hoje a reconhecem no bairro.

Seu irmão, Valter Klug Filho é Diretor de Arte de uma agência de propaganda multinacional, e trabalha na cidade de Miami, Estados Unidos.

O Gustavo iniciou sua vida estudantil na EMEI Antonio Bento, dos  4 aos 7 anos.

Conseguiu uma bolsa de estudos no Colégio Visconde de Porto Seguro, graças à intercessão da Diretora Da. Wilma e, também, porque seu irmão Valtinho já era aluno muito dedicado e respeitado há 2 anos.

O Gustavo lá estudou da 1ª a 8ª série. Além de nunca ter repetido um ano, destacava-se nas competições esportivas, conquistando medalhas em diversas modalidades.

Ainda durante esta fase de sua vida, participou do projeto USP XEROX, modalidade judô. Nos períodos de férias jogava futebol de campo e salão na empresa RIGESA, na cidade de Valinhos, onde até hoje tem centenas de amigos. Por suas habilidades, representou a cidade de Valinhos na Copa Menor, disputada por várias cidades da região, onde obtiveram o vice-campeonato.

Era membro ativo da Igreja Luterana, distrito de Campinas e Valinhos, assim como na Capital, ligado ao Grupo de Jovens da Igreja Luterana Centro, localizada na Av. Rio Branco. O site da Igreja www.igrejamartinluther.org.br foi idealizado por ele.

Com muito esforço e força de vontade, conseguiu sua aprovação no vestibulinho, ingressando no curso de Eletrônica no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo, um dos mais concorridos. Foram 3 anos de esforços e dedicação. Saía de casa às 6 h retornando somente as 20h30min.

Com apenas 18 anos, realizou seu estágio em Eletrônica na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo/USP. Participando do projeto “Nariz eletrônico”, fazendo leituras e registros dos equipamentos de acesso restritos, no Laboratório de Micro Eletrônica, obtendo o seu registro de Técnico em Eletrônica no C.R.E.A.

No ano de 2002, despertou no Gustavo o desejo de seguir uma carreira militar. Conseguiu uma bolsa parcial no Cursinho Feres, onde investiu praticamente todo o seu tempo.

Foi aprovado no concurso da Escola Naval, na Escola Preparatória de Cadetes do Ar/ EPCAR. Na Escola de  Especialistas da Aeronáutica/EEAR, e na Academia da Força Aérea/AFA, tendo optado por esta na carreira de Oficial Aviador.

Iniciou o 1º Ano da AFA em 2003 na turma “THERION”. Após um breve treinamento, entrou pela primeira vez em um avião (um Hércules da Força Aérea), para um salto de para-quedas, demonstrando muita coragem e habilidade.

Com seu jeito alegre, motivado e cativante, logo se tornou um líder entre seus amigos. Reativou o grupo de música dos Cadetes, foi admitido no time de futebol da AFA no primeiro ano, algo raro de acontecer, passando a ser considerado Cadete Atleta.

Em razão de suas notas e seu ótimo comportamento e relacionamento, foi o único a receber a “Medalha de Mérito Militar”.

Na terça feira, 31 de agosto de 2004, às 13h50min, Gustavo estava em um avião de treinamento  T-25, realizando vôo solo de manobras e acrobacias realizando um “looping” nos céus de Casa Branca, quando foi chamado por Deus. O seu pequeno avião chocou-se com outro idêntico, pilotado pelo seu colega Diogo Ballonecker, que o acompanhou ao Céu.

Morreu fazendo o que mais gostava, voando. Rápido como tudo o que fez em sua curta existência.

Foi sepultado na campa da família no Cemitério da Paz, no bairro de Morumbi, na Capital. Recebeu da Força Aérea Brasileira todas as honras de Herói, com salva de tiros e toque de silêncio, coberto pela Bandeira Brasileira, que ele tanto amava.

Foi velado por centenas de amigos e parentes, jovens, adultos, enfim, todos os que tiveram o privilégio de conhecê-lo. Amigos do Porto Seguro, Liceu, do Feres a quem tanto ele ajudou e orientou, além de seus amigos de infância e seus novos amigos Cadetes da AFA.

Viveu entre nós por apenas 20 anos, mas realizou muito com os dons que Deus lhe deu. É um exemplo de força de vontade, dedicação, amizade, respeito, de amor à família, a Deus e à Pátria.

Merece que seu nome, sua vida, sua história jamais sejam esquecidos. E não será.

Na cidade de São Paulo, foi honrado com seu nome denominando uma rua.

Em Pirassununga, onde se localiza a AFA, o Governador do Estado assinou a Lei apresentada pelo Deputado Estadual Rogério Nogueira, denominando a ETEC de Pirassununga de Escola Técnica Estadual Tenente Aviador Gustavo Klug.

Em Casa Branca, foi denominada a Pista do Centro Regional Aerodesportivo de Casa Branca com seu nome.

Nunca superaremos esta perda, mas, as homenagens e a certeza de que seu nome e sua história jamais serão esquecidos, nos dão a força de conviver com isto, e seguir em frente.

Família Klug
Mais informações: www.gustavoklug.com

<< voltar